Hérnia umbilical: sintomas, causas e tratamentos


A hérnia umbilical é uma saliência que pode ser sentida ou vista na região do umbigo. Vale destacar que esse tipo de hérnia é muito comum e atinge entre 10 e 20% de todas as crianças.

Apesar de predominar na infância, a hérnia umbilical pode afetar adultos com sobrepeso, pessoas com excesso de líquido na cavidade abdominal, mulheres entre os 50 e 60 anos, indivíduos com histórico familiar de hérnia, quadros diagnosticados de displasia no quadril, quem tem fibrose cística, pacientes com problemas na uretra, além de grávidas com gestações gemelares.

A hérnia umbilical costuma se desenvolver quando uma porção do intestino, parte do revestimento abdominal e/ou fluidos do abdômen se acumulam nessa área do corpo, gerando uma protuberância anormal no local. Bastante frequente em bebês, a hérnia umbilical aparece no mesmo lugar da cicatriz no umbigo, normalmente quando uma alça intestinal consegue atravessar o tecido muscular.

Deseja conhecer um pouco mais acerca da hérnia umbilical? Leia o texto e conheça as causas, sintomas e tratamentos possíveis.


Sintomas desse tipo de hérnia

O principal sintoma é justamente o volume acentuado na região do umbigo. A hérnia se torna ainda mais perceptível diante de movimentos que demandam algum tipo de esforço, como o choro, a tosse, o riso ou a evacuação. O tamanho é variável, no entanto, as hérnias umbilicais dificilmente excedem 2,5 cm. Dor ao redor do umbigo, náuseas e vômitos também são sinais que podem se manifestar em adultos com hérnia umbilical. Fique de olho e procure auxílio médico se tiver algum desses sintomas!


Causas da hérnia umbilical

A hérnia umbilical pode ser causada por múltiplos fatores, a começar pela formação fetal. O anel umbilical é composto por tecidos e músculos no local onde o corpo do feto é ligado ao cordão umbilical. Espera-se que esse anel feche antes que o bebê nasça, mas, se os músculos não se unirem por completo na linha média abdominal, a parede do abdômen pode enfraquecer e, com isso, favorecer o surgimento da hérnia. Já em adultos, a hérnia umbilical pode ser causada por problemas como obesidade, cirurgias abdominais ou excesso de pressão no abdômen.


Tratamentos para hérnia na região do umbigo

Quando a criança tem uma hérnia umbilical, o ideal é que ela seja avaliada pelo pediatra. Geralmente a elevação ao redor do umbigo desaparece naturalmente até os 5 anos de idade, sem qualquer tratamento. Eventualmente o médico pode indicar técnicas conservadoras e não invasivas, como o uso de esparadrapo ou cintas especiais para pressionar a região e diminuir o relevo. As cirurgias são raras nos pequenos e só há indicação se a hérnia for grande demais ou se ela estiver encarcerada na cicatriz umbilical.

Em contrapartida, o tratamento ideal para adultos é o procedimento cirúrgico. A operação de hérnia umbilical é indicada para evitar complicações, como por exemplo, aumento da saliência, intensificação da dor, surgimento infecções ou, até mesmo, obstrução intestinal.

Quer saber mais sobre hérnia umbilical? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

© 2019 - Todos os direitos reservados

CRM - SP 138204