Gastrite nervosa: o que é e como tratar?


A gastrite nervosa é uma doença que afeta o estômago, provocando dores, azia e outros sintomas. Geralmente, acontece quando a pessoa passa por situações emocionais fortes, como ansiedade, nervosismo e estresse. 

Apesar de ser um problema que pode desencadear desconforto e atrapalhar a qualidade de vida do portador, é uma doença que tem cura quando o paciente recebe o tratamento adequado. Mas, para isso é fundamental procurar ajuda médica.

Para você saber mais sobre este tipo de gastrite, abaixo, vamos mostrar quais são as causas, os sintomas e como é feito o tratamento. Acompanhe!


Sintomas da gastrite nervosa

Esta é uma alteração também chamada de dispepsia funcional. Ela acomete o estômago sem causar inflamação como ocorre com a gastrite clássica. No entanto, mesmo que não seja uma doença grave, os sintomas podem provocar reações controvérsias, prejudicando a saúde , sendo fundamental tratamento médico e cuidados alimentares.

Os principais sintomas da gastrite nervosa são:

  1. dor estomacal constante em forma de pontada, que piora quando há estresse ou ansiedade;

  2. enjoo ou sensação de estômago cheio;

  3. inchaço na barriga;

  4. digestão mais lenta e acúmulo de gases, provocando arrotos;

  5. perda de apetite e ânsia de vômito;

  6. azia ou queimação;

  7. dor de cabeça e mal estar.

Causas do distúrbio

O principal fator é o estresse emocional. Isso porque ele pode afetar diretamente a motilidade gastrointestinal. Ou seja, as alterações de humor prejudicam a movimentação do estômago. Além disso, neste quadro há alteração na produção do suco gástrico, fazendo com que o fluxo do sangue atravesse o órgão, deixando a mucosa mais avermelhada. 

As mudanças emocionais podem aumentar a sensibilidade do estômago, possibilitando que um estímulo considerado normal do suco gástrico passe a ser sentido como dor.

Para detectar, o médico costuma solicitar exames, como a endoscopia. Entretanto, nem todos os portadores apresentam alterações macroscópicas, mesmo que os sintomas possam ser sentidos. 


Qual o tratamento?

O tratamento é à base de medicamentos antiácidos para reduzir a produção de acidez estomacal. Além disso, é possível que o médico receite remédios que ajudam a aliviar os sintomas. Além do tratamento clínico, é essencial cuidar do lado psicológico, especialmente porque o uso abusivo de tratamento medicamentoso pode desencadear outras complicações à saúde.

O ideal é unir o procedimento clínico tradicional com psicoterapia e técnica de relaxamento, pois assim é possível reverter o quadro e acabar com a doença.

Também é importante mudar a alimentação. Os produtos mais indicados para consumo são os de fácil digestão, como carnes magras e cozidas, peixes, vegetais cozidos e frutas sem cascas. A água deve fazer parte da dieta diária, sendo importante o consumo de pelo menos 2 litros por dia. 

Já os alimentos feitos com leite e gorduras devem ser evitados, pois podem irritar o estômago, aumentando o sinal de queimação. 

A gastrite nervosa pode ser tratada, desde que você procure um profissional especializado e tome todos os cuidados que forem repassados.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

© 2019 - Todos os direitos reservados

CRM - SP 138204