Entenda como é o tratamento do câncer de cólon


Cólon é o nome dado ao segmento mais extenso do intestino grosso. Sua importância para o organismo é em função da absorção de água e vitaminas presentes nas fezes, além da compactação e armazenamento do bolo fecal até sua expulsão pelo ânus.

O câncer do cólon é caracterizado pela presença de processo carcinogênico nesta região. A maior parte dos casos deste tipo de doença se desenvolve a partir de pólipos que surgem no intestino. Os pólipos inicialmente são considerados benignos. Quando se desenvolvem é que a há a probabilidade de tornarem-se malignos.

Infelizmente a doença vem fazendo casos fatais nos últimos anos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de cólon fez mais de 15 mil vítimas no Brasil na atualidade. 

Especialistas acreditam que estes números estão relacionados a hábitos alimentares incorretos e sedentarismo. A causa da maior parte dos cânceres no intestino grosso têm relação com um histórico familiar que apresenta a doença. No entanto, sua manifestação pode estar ligada à exposição aos fatores de risco, como obesidade e alcoolismo.

Mas a boa notícia é que, em muitos casos, este tipo de doença é tratável. Por isso,

No artigo de hoje vamos falar sobre como é o tratamento para o câncer de cólon. Acompanhe!


Diagnóstico e tratamento do câncer de cólon

Primeiramente, é importante ressaltar que tratar este tipo de câncer vai depender de alguns fatores, como se há presença de metástase e se o paciente apresenta boas condições de saúde.

Diante de sintomas como sangue nas fezes, fezes pastosa ou em formato de fita, náuseas, febre e perda de peso injustificável, o médico pode pedir que o paciente se submeta a uma colonoscopia.

Este tipo de exame permite que se rastreie anormalidades no interior do intestino grosso e do reto. Com ele, é possível identificar pólipos, cânceres, inflamações e úlceras neste órgão.

Se foi observada a presença de um processo carcinogênico na região, o responsável avaliará o tratamento necessário de acordo com o estágio do tumor e se há metástase.

Em seus estágios iniciais, o câncer colorretal pode ser tratado com a realização de cirurgia para a remoção do tumor. Se ele for bem pequeno é possível ser removido durante a colonoscopia ou por meio da laparoscopia.

Já para tumores maiores que acometem grandes partes do intestino grosso, além do procedimento cirúrgico, é indicada a realização de quimioterapia e radioterapia. A cirurgia realizada neste caso chama-se colectomia parcial. Nela, a parte do intestino que apresenta o processo carcinogênico é retirada junto com uma pequena parte de tecido normal da região próxima desta área para prevenir a reincidência do câncer.


Como se prevenir da doença

O câncer colorretal é uma doença tratável e curável se descoberta nos seus estágios iniciais. Uma forma de se prevenir dela é através do diagnóstico precoce. 

A partir dele, é possível a identificação e retirada dos pólipos intestinais antes que eles tornem-se malignos. O problema é que os pólipos não apresentam sintomas, o que dificulta sua descoberta e consequente tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

© 2019 - Todos os direitos reservados

CRM - SP 138204