Azia: o que é e como tratar


Queimação ou ardência na boca do estômago é uma queixa de 20 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial da Saúde. A azia não é uma doença, mas um sintoma manifesto na parte de trás do osso frontal do tórax e pode se estender pelo peito e garganta.

O incômodo, que compromete a qualidade de vida de tantas pessoas, acontece em função do refluxo do ácido gástrico, responsável pela digestão dos alimentos. Ele ocorre por uma falha no funcionamento do esfíncter esofágico inferior, uma válvula que controla a passagem dos alimentos para o estômago.


Como identificar

Além da queimação, é comum a sensação de estômago cheio, refluxo, arroto frequente, estômago inchado e um gosto amargo na boca.

Quando a azia é frequente e sentida, ao menos, uma vez por semana, é necessário procurar um médico para que as causas sejam avaliadas e para que medidas preventivas sejam tomadas. As células do esôfago não suportam o ph baixo do ácido gástrico e podem ficar lesionadas, ocasionando outros problemas de saúde. A azia pode sinalizar a necessidade de mudança de hábitos ou pode ser um alerta para algo mais preocupante.


Causas

A azia está associada a alguns hábitos alimentares, como a ingestão de alimentos gordurosos, bebidas com cafeína, chocolate, álcool, líquido durante as refeições, fritura, carnes processadas, comida pronta congelada, pimenta, frutas cítricas e ingestão de um volume grande de comida de uma só vez.

Também é comum em grávidas e em obesos, uma vez que a falta de espaço entre os órgãos pode comprometer o funcionamento do esfíncter.

O cigarro e alguns medicamentos provocam o relaxamento dessa válvula, o que impede que ela se feche adequadamente. Há registros desse efeito com Aspirina, Ibuprofeno e remédios de quimioterapia, depressão, pressão alta e osteoporose.

Essa queimação também é comum a algumas doenças como hérnia de hiato, que é quando uma parte do estômago se desloca por uma abertura do diafragma, além de gastrite, esofagite, úlcera péptica, câncer de estômago ou esôfago.

A endoscopia digestiva alta é o exame que investiga as causas de azia. Ela permite avaliar as condições da laringe, esôfago e do próprio esfíncter.


Sintomas de alerta

Se a azia vier acompanhada de vômito com sangue, fezes escuras ou avermelhadas, dor ou sensação de aperto no peito, perda de peso sem causa aparente, tosse ou dificuldade para respirar, ou os sintomas piorarem com o uso de antiácidos, o médico deve ser consultado com urgência.


Tratamento

A conduta terapêutica depende do diagnóstico, mas para todas as causas existe uma recomendação comum: a mudança no estilo de vida, especialmente no que diz respeito à nutrição, priorizando-se alimentos de fácil digestão e mastigando-se bem antes de engolir. Além disso, fazer exercícios físicos regularmente, evitar o tabaco, não deitar logo após as refeições, usar travesseiro mais alto para dormir ou elevar a cabeceira da cama.

Existem antiácidos que podem ser recomendados pelo médico, em alguns casos. Quando são identificadas doenças gástricas, o especialista deve avaliar as melhores alternativas para cada caso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

© 2019 - Todos os direitos reservados

CRM - SP 138204