4 alimentos que devem ser evitados na esofagite


Quando ocorre a irritação na garganta ou da parte inferior do tórax (esofagite) ao comer determinados alimentos, pode ser necessária uma dieta de alimentos esofágicos para tornar a alimentação mais fácil.

A comida passa da boca para o estômago através de uma espécie de tubo, o esôfago. Uma sensação de queimação na parte inferior do tórax, ou a dor após a deglutição, além da sensação de que a comida fica “presa” na garganta, pode ser causada pela esofagite. A alteração é causada pela irritação ou inflamação do revestimento do esôfago.

A esofagite pode ser tratada sem intervenção médica. No entanto, para ajudar na recuperação, o ideal é apostar em uma dieta especial. O objetivo é tornar a alimentação menos dolorosa e evitar que a comida permaneça no esôfago, causando maior irritação.


O plano de dieta para o tratamento da esofagite

Alimentos facilmente digeríveis são a melhor escolha para os quadros de esofagite. Também é importante evitar bebidas gaseificadas, muito quentes ou muito frias. Seu médico ou nutricionista pode limitar ainda mais a ingestão de bebidas cítricas ou cafeínas. No mais, segue uma lista de alimentos que devem ser evitados nos casos de esofagite.


1. Laticínios

Não existe proibição para a ingestão de leite ou outros produtos lácteos. No entanto, é importante escolher queijos suaves, como requeijão, brie e ricota. O iogurte também pode ser uma boa opção para alguém com esofagite, mas evite adicionar frutas, granola ou sementes. É possível tomar sorvetes com pouca gordura, caso os alimentos frios não estiverem causando irritação.


2. Fibras

Para manter os alimentos suaves, frutas e vegetais crus podem ser substituídos por frutas em conserva – como pêssego. Abacates e bananas também funcionam bem. Sopas e caldos ajudam a amolecer a abóbora, as batatas (sem as peles), as cenouras e outros vegetais. Evite qualquer coisa fibrosa ou cheia de sementes, como quiabo.


3. Pães e grãos

Para o amido, considere colocar bolachas ou pão em sopas ou caldos para amaciá-los. Cereais cozidos, que não tenham sementes, são suaves o suficiente para uma dieta de alimentos esofágicos. Evite crostas de pão, muffins, pãezinhos, arroz e outros grãos duros e ásperos, que possam irritar ainda mais o esôfago.


4. Proteínas

Quando se trata de proteínas, carne moída ou purê, carne de porco e aves protegerão o esôfago, assim como os caldos feitos com esses ingredientes. Evite carne seca, bacon, linguiça ou salsicha e carne temperada com pimenta. Peixe branco desossado, como merluza e tilápia, também será fácil de engolir. Algumas pessoas com esofagite se dão bem com ovos mexidos suaves.

Se o esôfago estiver irritado como sintoma de uma doença subjacente ou do tratamento de uma doença, é especialmente importante que os pacientes mantenham uma boa nutrição e peso corporal para se recuperar mais facilmente, permanecendo em boa saúde. 

Por fim, seguindo essas orientações alimentares você estará protegido contra possíveis irritações causadas pela esofagite. Mas, se ainda restam dúvidas, converse com seu médico sobre uma dieta de alimentos moles esofágicos e quaisquer orientações extras, quando sofrer de alguma condição desencadeante.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto.

© 2019 - Todos os direitos reservados

CRM - SP 138204